Concerto da Orquestra Barroca Música Angélica

Concerto da Orquestra Barroca Música Angélica

27 de setembro de 2010 Eventos 0

Fonte: http://portaldepaulinia.com.br/

Olá pessoal! No final do post estão todas as informações que vocês precisam para conferir de perto este concerto.

A aclamada orquestra barroca Música Angélica é a próxima atração da ‘Série Internacional’ dos Concertos Paulínia 2010. Dirigida pelo austríaco Martin Haselböck e tendo como solista o violinista ucraniano Ilia Korol, a orquestra utiliza instrumentos de época e apresenta programa com obras de Bach, Telemann e, ponto alto do programa, Vivaldi, com As Quatro Estações. O concerto acontece no Theatro Municipal de Paulínia na sexta-feira, 1º de Outubro, às 20 horas.

As Quatro Estações de Antonio Vivaldi, obra de 1723, é uma das peças mais conhecidas e apreciadas do repertório clássico. É o que se pode verdadeiramente chamar “um clássico popular”.

Raras vezes, porém, o público ouve As Quatro Estações como a obra era ouvida no século 18, há quase 300 anos. Pois é esse privilégio que terá o público de Paulínia no próximo evento da “Série Internacional” dos Concertos Paulínia 2010. A orquestra barroca Música Angélica, sob direção musical e regência de Martin Haselböck, uma das maiores autoridades no mundo em interpretação historicamente orientada da música barroca, vai apresentar As Quatro Estações de Vivaldi e ainda obras de J. S. Bach e de Telemann com instrumentos de época e seguindo procedimentos e práticas interpretativas daquela época.

O concerto da orquestra barroca Música Angélica em Paulínia integra turnê por quatro países da América do Sul, e será realizado no Theatro Municipal de Paulínia no dia 1º de Outubro, sexta-feira, às 20 horas.
Instrumentos originais – Desde sua criação, em 1993, a Música Angélica – orquestra norte-americana com sede em Santa Mônica, na Califórnia – vem consolidando sua reputação na cena internacional como um dos mais destacados grupos dedicados à música baroca em interpretações historicamente orientadas. Ou, em outras palavras, a música barroca executada com instrumentos originais (ou réplicas exatas) em “interpretações autênticas”, o mais fiéis possíveis ao período em que as obras foram criadas.

img

As obras do programa

J. S. Bach, Suíte Orquestral nº 2 em si menor para flauta, cordas e baixo contínuo BWV 1067 – Obra do mestre alemão escrita em 1721 em Leipzig. Com sete ‘movimentos’ (Ouvertüre, Rondeau, Sarabande, Bourrée I/II, Polonaise – Double, Menuett e Badinerie), é música leve, sem a profundidade de obras como a Arte da Fuga mas extremamente charmosa, agradável e com a sempre elevada qualidade da escrita bachiana.

Telemann, Concerto em mi maior para oboé e orquestra – Georg Philipp Telemann, um dos mais renomados músicos alemães de sua época, foi um compositor prolífico como poucos na história da música. Escreveu mais de 3 mil composições, entre óperas, concertos e aberturas para orquestra e uma enorme quantidade de peças de câmara. Este concerto é um dos muitos que escreveu para o oboé, um de seus instrumento de predileção.

Vivaldi, As Quatro Estações – No original italiano Le quattro stagioni, é um conjunto de quatro concertos para violino, cada um deles com três movimentos. Escritos em 1723, forman a mais conhecida obra de Antonio Vivaldi, compositor e músico italiano do estilo barroco tardio – que era chamado il prete rosso (“o padre vermelho”), por ser padre e ter cabelos ruivos. A textura de cada um dos concertos é variada, evocando os sentimentos associados a cada uma das estações do ano. No início do século 18, o formato moderno do concerto para orqustra e solista não estava ainda bem definido. Vivaldi, com a originalidade de sua escrita para o violino solista com quarteto e cordas e baixo contínuo, contribuiu decisivamente para a definição do

Serviço

Concertos Paulínia 2010 -‘Série Internacional’
Sexta-feira, 1º de Outubro, 20 horas
Música Angélica
Orquestra barroca
Martin Haselböck direção musical e regência
Ilia Korol violino formato

Programa

J. S. Bach (1685-1750)
Suite Orquestral nº 2
para flauta, cordas e baixo contínuo em si menor BWV 1067
G. P. Telemann (1681-1767)
Concerto em mi maior
para oboé e orquestra
Solista: Gonzalo Ruiz
A. Vivaldi (1678-1741)
As Quatro Estações
Primavera – Concerto nº 1 em mi menor RV. 269
Verão – Concerto nº 2 em sol menor RV. 315
Outono – Concerto nº 3 em fá RV. 293
Inverno – Concerto nº 4 em fá menor RV. 297
Solista: Ilia Korol

Theatro Municipal de Paulínia
Av. Prefeito José Lozano de Araújo 1551, Paulínia, tel. (19) 3933-2140

Ingressos

Setor A: R$ 80,00 | Setor B: R$ 55,00  | Setor C: R$ 25,00
Descontos especiais para residentes em Paulínia

Informações e vendas

* Ingresso Rápido | www.ingressorapido.com.br | tel. 4003-1212
* bilheteria do Theatro Municipal | tel. (19) 3933-2140 | de terça a domingo, das 13 às 19 horas
Nº de lugares: 1.367
Duração: ~ 75 minutos
Indicação etária: não recomendado para menores de 10 anos
Outras informações: concertospaulinia.com.br

 

Deixe um comentário!

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.