Orquestra UDESC apresenta: Instrumental de Casa

No dia 17 de dezembro, às 19h30, os integrantes da Orquestra Acadêmica Udesc e seis músicos convidados sobem ao palco do Teatro Álvaro de Carvalho (TAC) no encerramento deste ano do projeto TAC 7:30, promovido pela Fundação Catarinense de Cultura (FCC).

A Orquestra Acadêmica Udesc apresenta o espetáculo “Instrumental de Casa”, que surgiu da conversa do coordenador da Orquestra, João Titton, com os músicos convidados: Leonardo Garcia, Leandro Fortes, Luiz Sebastião Juttel, Felipe Coelho, Felipe Moritz e Luiz Zago. “Todos são formados pelo curso de Música da Udesc e possuem obras autorais com o acompanhamento de orquestra de cordas, daí a ideia de reunir todos para um espetáculo onde esta produção será apresentada”, afirma Titton.

No concerto, com duração aproximada de 80 minutos, serão executadas dezessete músicas, compostas pelos músicos convidados. A Orquestra Udesc é formada por 14 integrantes – discentes dos cursos de Bacharelado e Licenciatura em Música da Udesc – e vem apresentando nestes anos concertos didáticos em escolas, museus e teatros do Estado, cujas apresentações têm contribuído para a formação de plateia e a difusão da música erudita.

Foto: Cláudio Brandão

Sobre a Orquestra Acadêmica Udesc
A Orquestra Acadêmica Udesc é um projeto de extensão universitária que trabalha a capacitação de jovens estudantes de música. O projeto foi criado pelo Professor Luiz Soller nos anos 80 e retomou suas atividades em 2002. Voltado a instrumentistas de cordas (violino,viola, violoncelo e contrabaixo), o grupo visa divulgar e difundir a boa música instrumental e de concerto. Os integrantes da Orquestra recebem bolsa da Pró-Reitoria de Extensão (PROEX) da universidade.

Semestralmente, a Orquestra Acadêmica Udesc prepara um novo repertório, desenvolvido dentro de uma dinâmica construtiva que alia técnica, disciplina e sensibilidade de seus participantes. O conjunto gravou seu primeiro CD no ano de 2011, intitulado Orquestra Acadêmica UDESC Música Brasileira e lançado em junho de 2012.

Foto: Divulgação

Compositor, arranjador e violonista. Construiu a sua identidade musical na mescla de tendências brasileiras, eruditas e populares, com a música flamenca, a música oriental e a linguagem jazzística. Aos 16 anos recebeu prêmio de Solista Destaque, do Grissom State Jazz Festival, tendo a oportunidade de cursar o Jamey Aebersold National Jazz Workshop, na Elmhurst University, Chicago, Illinois – EUA. Graduou-se Mestre em Jazz como bolsista integral aos 23 anos, pela Georgia State University. A partir de 2010 adentra o circuito nacional recebendo importantes premiações, realizando cinco turnês com seu trabalho autoral e recebendo convites para vários festivais no sul do Brasil. Nos dois últimos anos apresentou-se também nos Estados Unidos e na China.

Foto: Divulgação

Natural de Florianópolis, onde iniciou seus estudos de música. Cursou saxofone na Universidade Livre de Música (ULM), na cidade de São Paulo, Licenciatura em Música na Udesc e atualmente é mestrando em Educação Musical (Udesc). Atua profissionalmente em diversas áreas como gravações, orquestras, big-bands, shows, arranjos, atividades didáticas e como produtor cultural. Sua formação como saxofonista e flautista incluem cursos e aulas com Demétrio Santos Lima (SP), Bolão (SP), Nailor Azevedo (Proveta – SP), Mané Silveira (SP), Roberto Sion (SP), Hudson Nogueira (SP), Vinicius Dorin e Antônio Carlos Carrasqueira (SP). Atuamente cursa o Mestrado em Educação Musical.

Foto: Divulgação

Leandro Fortes apresenta um trabalho influenciado pela música brasileira, jazz e música clássica, e em 2012 gravou seu primeiro disco solo, autoral, intitulado Escolhas, que conta com participações de 26 músicos, incluindo Hermeto Pascoal. Nos últimos anos vem dividindo o palco com grandes nomes da música brasileira, como André Mehmari e Vinícius Dorin, além de músicos internacionais, incluindo o lendário Les Paul. Recentemente se apresentou em Chicago e Philadelphia, onde também ministrou um workshop de improvisação brasileira.

Foto: Divulgação

Leo Garcia
Leo Garcia é compositor, instrumentista e professor, com quase trinta anos de atividade profissional, tendo composições premiadas em diversos festivais. Iniciou seus estudos musicais na Escola de Música da Orquestra Sinfônica de Porto Alegre (OSPA). De 1989 a 1996 residiu em Portugal, onde estudou improvisação de guitarra jazz com professores de diversas nacionalidades. É graduado em Licenciatura em Música pela Udesc (2004). Desde 2006 é docente dos cursos de graduação em Música da Udesc, já tendo lecionado as disciplinas de Harmonia, Análise Musical, Prática de Conjunto, Arranjo e Improvisação. Em 2011 realizou duas turnês pela Itália, onde permaneceu por três meses a convite de músicos italianos e norte-americanos.

Foto: Divulgação

Pianista, arranjador e compositor é bacharel em Piano pela Udesc. Suas principais referências são: Tom Jobim; Chico Buarque; Villa-Lobos; Keith Jarret e Bill Evans e a música de Bach, Brahms e Debussy, atestando sua conexão entre o popular e o erudito. Seu primeiro CD, “Até Amanhã”, em 2011, buscou um conceito sonoro de “canção instrumental”, aliando a MPB ao jazz e a música erudita. Concilia o tratamento privilegiado da melodia da canção brasileira com os improvisos do jazz e aliado a um touch requintado dos pianistas clássicos. Recebeu em 2011 o prêmio Edino Krieger, da Academia Catarinense de Letras e Artes, como “Personalidade Musical do Ano” e em 2009 o prêmio Franklin Cascaes, pela direção musical de “50 anos de Bossa-Nova”.

Foto: Divulgação

Luiz Sebastião é chorão e violonista de sete cordas e há vinte anos atua no meio musical de Florianópolis, Santa Catarina e Sul do Brasil. Licenciado em Música pela Udesc, tocou ao lado de músicos como Maurício Carrilho, Jorginho do Pandeiro, Naylor Proveta, Arismar do Espírito Santo e Luiz Meira. É integrante fundador dos grupos Garapuvú (choro), Feijoada Completa (samba) e Gente da Terra (música regional) e diretor musical e sócio fundador do Clube do Choro de Florianópolis. Já participou de várias oficinas e foi monitor do curso de Prática de Choro e Samba da amostra de música do SESC em 2006. Seus trabalhos de maior destaque são as produções musicais que tem realizado entre os quais se destacam o Acústico Brognolli (2011), o Palco do Samba na Maratona Cultural (2011, 2012), a Comemoração do Dia Nacional do Choro em Florianópolis (2009, 2010 e 2012), a produção musical para Arthur Moreira Lima e Cristóvão Bastos e a produção e arranjos de CD`s de artistas catarinenses. Atualmente se dedica a composição, produção musical e à elaboração de projetos culturais.

Local: Teatro Álvaro de Carvalho – Rua Marechal Guilherme, 26 – Centro.
Horário: 19h30.
Ingresso: R$ 10 inteira e R$ 5 meia-entrada. 
Pontos de venda: No local.
Informações: (48) 3028-8070 | Evento no Facebook

Fonte: Ceart / UDESC

Israel Honorato Dutra

Oi! Me chamo Israel sou violinista, idealizador e "faz tudo" do Portal Violino Vermelho.

Deixe um comentário!

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.